terça-feira, 6 de janeiro de 2009

El Cassillero del Diablo


Melchior Concha y Toro criou sua própria vinícula. Político, empresário da mineiracao e soldado, era poderoso no Chile. No século 19, ter uma vinícula era questao de status. Assim, nasceu a Concha y Toro, desde 1883 no mercado, hoje a melhor vinículo da América Latina. E fica em Santiago.

O passeio rolou na segunda e foi a prova de que, procurando, o mochileiro poupa. Nos ofereceram um pacote por $ 38.000,00, nos buscando e nos levando no albergue. Resolvi ligar para o local. Só a visita sai $ 7.000,00 por pessoa e dá pra ir de metro. Pronto, marquei para às 16h10. Tivemos que pegar o metro rumo à linha azul, direcao Plaza de Puente Alta. Descemos na penúltima, La Mercedes. Foram 40 minutos no metro, que custou como sempre $380,00.

Ao sairmos, pegamos imediatamente, no meio da avenida, um busao por $ 450,00. Eles nos deixou na boca do gol. Assim, contando ida e volta, cada mochileiro gastou $ 7830,00. Barbada demais. A visita é show.Passa-se pela casa de verao da família, os vinhedos e as bodegas. Ali conhecemos a bodega Cassillero del Diablo, que batiza o principal vinho Concha y Toro. Ah, vimos El Diablo. Simpático, por sinal. Ainda degustamos dois tipos de vinho e ganhamos as tacas. Rico passeio. Bom, bonito e barato.

Nenhum comentário:

Postar um comentário